∞/21M
₿LOCO:
Loading...

Mercado Satoshi

21 Questões com Felipe Ojeda

₿LOCO 810,757

Redes Sociais

Intro

Felipe Ojeda é um advogado libertário e bitcoinheiro, dono do canal Bitcoin e Liberdade no youtube. Protagonista de tretas homéricas no twitter, está sempre á disposição para um bom debate.

1. Quando e como você conheceu o Bitcoin?

2012 nos grupos libertários do Facebook. 

2. Qual é a função mais importante do Bitcoin?

Descentralização.

3. E Por que Bitcoin? De verdade, sem termos técnicos.

Porque escassez digital somente pode ser descoberta uma vez.

4. De que forma o Bitcoin mudou você? Quais os valores que te levaram à toca do coelho?

Eu já era conhecedor da Escola Austríaca de Economia, mas ingressei nas “criptos” para apostar em um mercado alternativo e ter lucro, até compreender que somente o Bitcoin entrega escassez digital, descentralização e proteção de patrimônio.

5. Quais são os Bitcoinheiros que você mais admira?

Alan Raicher, BitDov, João Abitante, Renato Amoedo, Allan Schramm, Korea, Hugo Ramos e toda a galera da bolha.

6. Quem é Satoshi Nakamoto?

Alan Raicher rs.

7. Qual a frase sobre o Bitcoin que você mais curte?

Don’t trust, verify.

8. Quais são os maiores obstáculos para a ampla adoção do Bitcoin? A hiperbitcoinização é inevitável?

A autorresponsabilização necessária para a autocustódia.

9. Em 2140 é esperado que o último satoshi seja minerado, qual mensagem você deixaria para esse evento futuro? 

Até aqui Satoshi nos carregou, partir de agora é com vocês.

10. Até onde você iria nessa jornada do Bitcoin, onde seria o seu limite?

Enxergo o Bitcoin como uma ótima ferramenta para desviar e até mesmo sobreviver a agressões sistemicas. Iria até onde puder, uma vez que é a garantia da sobrevivência no longo prazo.

11. Você se considera um evangelizador do Bitcoin? Se sim, consideraria ser um cavalo de tróia pra espalhar a palavra?

Sim e sim.

12. Qual a relevância dos movimentos adjacentes do Bitcoin? (Ex: Maximalismo, Dieta carnívora, Jesus Cristo, Conservadorismo, Armas, Red Pill, Imperativo moral e afins.)

Enxergo o Bitcoin como uma ótima ferramenta para desviar e até mesmo sobreviver a agressões sistêmicas. Iria até onde puder, uma vez que é a garantia da sobrevivência no longo prazo.

13. Como TANKAR o mundo FIAT após entender o Bitcoin?

Intankável. Só dá pra sobreviver com motivação se esta for ter uma família e acumular sats.

14. A quem você daria a Pílula Laranja?

Meu pai.

15. Quais são os meios mais práticos para se educar sobre Bitcoin?

Vídeos no youtube.

16. Cite pelo menos 1 livro que te influenciou sobre Bitcoin? E indique mais 1.

O Que o Governo fez com Nosso Dinheiro – Rothbard   

A Desestatização do Dinheiro – Hayek

17. Qual o projeto social mais interessante que você conhece sobre Bitcoin?

Anos atrás participei do Voluntários pela Liberdade, foi bem interessante mas senti pouca adesão da bolha libertária e ainda menor da bolha “crypto” da época. Não estava inserido na bolha bitcoinheira.

18. Você investiria no Legacy (Renda Fixa ou Variável) ou shitcoins, para posteriormente acumular mais Bitcoin?

Não

19. Sobre El Salvador, você é Bullish ou Bearish? Por que?

Bullish em relação ao Bitcoin e a adesão popular. Cético quanto a políticos, sempre.

20. Quando você teve 100% de certeza que o Bitcoin seria algo que mudaria a história da humanidade?

2015

21. Qual sua opinião sobre os Bitcoinheiros que viraram a casaca para o mundo Cripto? Qual a shitcoin que você mais odeia? Qual o detrator do Bitcoin que você gostaria de mandar tomar ”naquele lugar”?

São prostitutos morais.   

Ethereum.   

Augusto Backes